Seja bem-vindo ao RondôniaHoje, tudo que é notícia passa aqui!
domingo , 19 maio 2024
Destaques

TJ acata recurso e inocenta prefeita e esposo de suposto nepotismo em Pimenteiras; leia acórdão

TJ acata recurso e inocenta prefeita e esposo de suposto nepotismo em Pimenteiras; leia acórdão

Valéria e o esposo Sérgio / Foto: Divulgação
“Todavia, não foi possível vislumbrar tais hipóteses no caso enfrentado, uma vez eu não há elementos nos autos que demonstre tal deficiência técnica. Primeiro porque as normas sobre a matéria não exigem escolaridade para o exercício da função política. Além disso, as testemunhas ouvidas nos autos são congruentes em afirmar que o acusado exercia um bom trabalho enquanto secretário”.

Com esta argumentação do desembargador/relator Hiram Souza Marques, os Magistrados da 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO), por unanimidade, acataram recurso e inocentaram Valéria Garcia (prefeita) e Sérgio Maurício de Souza (ex-secretário) de suposta acusação de improbidade administrativa.

Os desembargadores Roosevelt Queiroz e Miguel Neto acompanharam o voto do relator do caso em julgamento ocorrido em 23 de abril no TJ.

Valéria e Sérgio haviam sido condenados pelo Juízo da Comarca de Cerejeiras que julgou procedentes os pedidos formulados na Ação civil Pública por Ato de improbidade Administrativa ajuizada pelo Ministério Público (MP) pela suposta prática de Nepotismo, após a prefeita nomear seu esposo no cargo de secretário municipal de obras em Pimenteiras do Oeste.

O MP alegou Sérgio não possuía qualificação ou formação profissional necessária para o desempenho da função para a qual foi nomeado, visto que cursou apenas o ensino fundamental.

Em recurso de Apelação, Valéria e Sérgio pleitearam a reforma da decisão de primeira instância,  alegando que a proibição da súmula vinculante 13 não se aplica aos cargos públicos de natureza política.

No voto, o relator do caso no TJ afirmou que “no caso, a prova do bom desempenho das funções pelo agente nomeado, com demonstração de que o exercício não acarretou qualquer desdobramento negativo para o patrimônio jurídico municipal, aponta para sua aptidão técnica e, consequentemente, afasta a configuração do ato de improbidade. Feitas essas considerações, não há nos autos prova inequívoca da ausência de razoabilidade da nomeação. Assim, dou provimento para julgar improcedente os pedidos constantes da exordial”, sentenciou.

PRÉ-CANDIDATURA

Com a decisão judicial, Rodrigo Sord, Chefe de gabinete da prefeitura de Pimenteiras do Oeste, disse ao Extra de Rondônia que a pré-candidatura à reeleição de Valéria Garcia está confirmada, desmentindo boatos de que a mandatária municipal não poderia disputar o pleito eleitoral. “Valéria é pré-candidata a prefeita e está elegível”, garante.

LEIA O ACÓRDÃO NA ÍNTEGRA ABAIXO:

ACORDAO VALERIA E SERGIO PIMENTEIRAS


Por: Dr Esteban

Artigos Relacionados

Alero divulga programação na 11ª Rondônia Rural Show Internacional, em Ji-Paraná

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) estará presente na 11ª Rondônia Rural...

Jovem é encontrado morto dentro de residência em Jaru

Um rapaz identificado como Marcos Nascimento Ananias, de 36 anos, foi encontrado...

Aviator: Tudo que você precisa saber sobre o jogo

Prepare-se para uma aventura emocionante nos céus com o Aviator, um jogo...

Operação Policial Intercepta Tráfico de Drogas na Fronteira Brasil-Bolívia

Ação coordenada resulta na apreensão de entorpecentes e prisão de suspeita em...